NOTÍCIA

VW T-Cross 2021 deve perder versões e ganhar itens do Nivus

 
Com a chegada do Nivus, muito se perguntou como ficaria o T-Cross dentro da linha VW. Apesar de atingir públicos muitas vezes distintos (mostramos o crossover para uma dona de T-Cross e para um dono de Polo), eles se cruzam nos preços em algumas versões, mas isso deve mudar em breve. A Volkswagen anunciou uma live para apresentar o T-Cross 2021 na próxima semana e, sabendo disso, acionamos alguns concessionários para descobrir o que mudará no SUV. 
 
Ainda sem as informações oficiais, vendedores especulam que o T-Cross perderá as versões 200 TSI tanto com câmbio manual (hoje tabelada a R$ 88.790) quanto automática (R$ 96.590), as que mais sobrepõem os preços do Nivus Comfortline (R$ 85.890) e Highline (R$ 98.290). O T-Cross Comfortline com o motor 1.0 TSI e o painel de instrumentos digital TFT deve adotar a multimídia VW Play (10,1") como opcional, assim como ocorre no Nivus Comfortline. 
 
Já o T-Cross Highline, com o motor 1.4 TSI de 150 cv, deve ganhar o VW Play de série. O piloto automático adaptativo ACC, item de série do Nivus Highline, é uma dúvida ainda até mesmo entre os concessionários, mas apostam que deve pintar no T-Cross topo de linha. O pacote com faróis full-LED também deve se tornar item de série, assim como o assistente automático de estacionamento, ficando apenas o teto-solar panorâmico como opcional. 
 
O T-Cross 1.0 TSI Sense, o queridinho do mercado PCD, deve perder as rodas de liga-leve e o sistema de som, além de dois dos três anos de garantia - mantendo apenas um ano de cobertura, como o rival Tracker PCD. Segundo os vendedores, a fila de espera é tão grande pela versão que os lotes acabam em cerca de minutos. Nos últimos dias, a produção em São José dos Pinhais (PR) ficou focada no T-Cross Sense para dar conta de todas as entregas. 
 
Em comum, todas as versões devem adotar o novo logotipo da Volkswagen e o novo volante, ambos trazidos pelo Nivus. VW Polo e Virtus, da mesma plataforma, devem esperar mais um pouco pelas atualizações, que devem aparecer junto com uma leve reestilização em 2021. 
 

Fonte: motor1.uol.com.br