NOTÍCIA

Novo Ford Explorer estreia de olho no Hyundai Santa Fe

 
O Ford Explorer nasceu como um SUV de tração traseira, algo que mudou na geração passada, quando passou a ter tração dianteira. Isso faz com que o novo Explorer, revelado nos EUA, seja uma volta às origens, usando motor longitudinal e enviando a sua força para as rodas traseiras. Ainda tem um chassi monobloco, mas isso não impediu a Ford de melhorar as habilidades do utilitário para que possa fazer frente ao novo Hyundai Santa Fe.
 
Utilizando o motor 2.3 turbo de quatro cilindros nas versões de entrada, o Ford Explorer deve ter mais de 300 cv e 42,8 kgfm, com capacidade de reboque de 2.404 kg. A marca ainda não divulgou os dados oficiais de rendimento do motor. Se realmente tiver o desempenho esperado pela empresa, ele irá superar com facilidade os 280 cv do 2.3 atual.
 
Quem quiser um SUV com mais potência poderá escolher o Explorer com o 3.0 V6 EcoBoost. Biturbo, ele deve continuar a produzir 370 cv, mas o torque deve subir para 52,5 kgfm, um aumento de 4,1 kgfm. Esta melhora ajuda o Explorer V6 a ter capacidade de reboque de 2.540 kg. Independente do motor escolhido, o utilitário será vendido sempre com uma transmissão automática de 10 marchas e tração integral como opcional.
 
 
O Explorer 2020 é tanto um carro familiar quanto para trabalho (ao menos nos EUA), equipado com uma terceira fileira de assentos e bancos corrediços na segunda fileira, melhorando o acesso para quem for nos bancos de trás. O espaço do porta-malas é de 2.486 litros com a segunda e terceira fileira rebatida, 172 l mais do que o modelo atual.
 
Assim como a geração atual, o novo Explorer será oferecido em quatro versões, sendo que a configuração topo de linha Platinum terá apenas o motor V6 EcoBoost. Independente da versão escolhida, todos eles terão tampa do porta-malas com abertura eletrônica, conexão 4G WiFi com capacidade para 10 aparelhos e central multimídia com tela de 8 polegadas. Quem pagar um pouco mais pode trocar a tela por uma de 10,1 polegadas e ainda equipar o SUV com um painel digital de 12,3 polegadas.
 
No quesito segurança, todos os Explorers recebem o pacote Co-Pilot360, que adiciona equipamentos ativos e passivos, como monitor de ponto cego com alerta de tráfego cruzado, assistente de permanência em faixa, faróis altos automáticos, e sistema de colisão dianteira com frenagem autônoma e detector de pedestre. Ainda conta com controle de cruzeiro adaptativo e assistente de estacionamento, capaz de fazer balizas paralelas ou perpendiculares sem que o motorista tem que usar o volante ou os pedais.
 
O novo Explorer começará a ser vendido nos EUA na metade do ano, com preços a partir de US$ 32.765 (cerca de R$ 120,9 mil). Será uma volta ao passado do SUV, com tração traseira, motores potentes e muitos equipamentos. Ele precisará de tudo isso para enfrentar os muitos rivais que terá nos EUA, como o novo Hyundai Santa Fe e o Volkswagen Atlas.

Fonte: motor1.uol.com.br