NOTÍCIA

Nova Ford F-150 2021 é híbrida, dirige sozinha e deve vir ao Brasil

 
Depois de meses seguidos de flagras e especulações, a Ford acaba de oficializar nos Estados Unidos o lançamento da nova geração da picape F-150. Responsável por substituir a linhagem vendida desde 2014, a camionete ano-modelo 2021 é descrita como a mais resistente, tecnológica e segura já produzida. "A F-150 está mais forte do que nunca", afirma Craig Schmatz, engenheiro-chefe do projeto.
 
Na prática, incorpora avanços que devem ditar padrões a serem seguidos pela categoria, a exemplo dos aprimoramentos realizados em características como capacidade de reboque, carga útil, torque e potência - superior a qualquer picape de tamanho equivalente, diz a Ford. Ganha ainda uma inédita variante híbrida que promete render altos índices de eficiência energética. 
 
Há ainda inovações no campo da conectividade, com atualizações que devem ajudar a manter a F-150 na vanguarda da tecnologia. "Com atualizações sem fio totalmente conectadas, abrimos uma gama muito maior de aprimoramentos em potencial, desde manutenção preventiva até atualizações de recursos", explica Schmatz. 
 
Assim como na geração passada, foi preservada a estrutura de aço de alta resistência do chassi com carroceria confeccionada em liga de alumínio de classe militar. A novidade é que todos os painéis externos foram reprojetados, porém, sendo mantida robustez característica da identidade do modelo. Os para-choques ficaram mais envolventes, os para-lamas estão mais altos e os vincos, mais definidos. 
 
Ainda no visual, a grade foi reformulada e oferece nada menos que 11 opções de design diferentes - desde o tradicional padrão cromado até versões mais estilizadas. As atualizações funcionais incluem ainda faróis e luzes traseiras em LED com nova assinatura noturna, bem como estribos laterais elétricos que prometem facilitar o acesso à cabine.
 
A F-150 2021 é também a mais aerodinâmica de todos os tempos, em grande parte graças às persianas ativas que compõem a grade e à nova geometria da cabine. Há também portas traseiras que trabalham juntas para reduzir o arrasto e melhorar a economia de combustível, fazendo da eficiência energética um dos principais pilares desta nova geração.
 
Por dentro, a cabine foi completamente remodelada para agradar aos mais diferentes gostos e perfis. A Ford explica que usou materiais mais refinados no acabamento, novas opções de cores e abriu espaço extra para armazenar os mais diversos objetos. A partir da versão XLT, o grande destaque vai para a central multimídia de 12 polegadas compatível com SYNC 4 e capaz de rodar Apple CarPlay, Android Auto, Waze e Ford + Alexa. É destaque também o quadro de instrumentos digital, também com 12 polegadas.
 
Ainda no quesito tecnologia, os diversos sistemas de assistência à condução prometem fazer da F-150 2021 a mais avançada do segmento. O modelo vem equipado com todas as funcionalidades do Ford Co-Pilot360 2.0, que reúne assistência pré-colisão com frenagem de emergência automática e detecção de pedestres, câmera de ré com assistência de engate dinâmico, farol alto automático e sistema de estacionamento automático (paralelo e perpendicular).
 
A Ford destaca ainda o fato de ser a única picape equipada com o Active Drive Assist, que reúne pelo menos 10 novos recursos de assistência e permite ao motorista dirigir sem precisar segurar aos mãos no volante. O dispositivo funciona através de diversos sensores, além de uma câmera voltada para a cabine que identifica a visão e a posição da cabeça do condutor para permitir a condução autônoma sempre que possível, proporcionando nível extra de conforto durante viagens longas.
 
Sob o capô, a principal estrela fica por conta do conjunto mecânico híbrido - bastante aguardado e inédito na F-150. Batizado de PowerBoost Full Hybrid, é formado pela união do conhecido motor 3.5 V6 EcoBoost com um propulsor elétrico de 47 cv. Estará disponível em todas as versões, desde a básica XL até a topo de linha Limited, sempre associado ao câmbio automático de 10 marchas. 
 
Dados de performance e potência combinada não foram divulgados, mas a Ford adianta que a autonomia ficará na casa dos 1.126 km e que capacidade de reboque será de 5.443 kg. Os motores tradicionais oferecidas na geração passada também serão mantidos, incluindo os propulsores 2.7 V6 EcoBoost, 3.5 V6 EcoBoost, 3.3 V6 aspirado, 5.0 V8 aspirado e 3.0 V6 turbodiesel.
 
A marca explica que o software do sistema foi especialmente calibrado para aplicação em picapes, incluindo as mais severas condições de uso (tração, carga, reboque). A bateria fica armazenada sob a carroceria e não compromete em nada o espaço interno ou a capacidade da caçamba. Por meio do Pro Power Onboard, também é possível expandir os recursos da F-150 híbrida, transformando-a em um gerador de energia para aplicações diversas, incluindo quem usa a picape para trabalho ou lazer.
 
A produção será concentrada nas fábricas de Dearborn, no Michigan, e em Claycomo, no Missouri. No mercado norte-americano, as vendas serão iniciadas no quarto trimestre. Para os fãs brasileiros do modelo, a boa notícia é que há grandes chances de lançamento por aqui em 2021. A marca anunciou que tem 8 lançamentos para fazer no Brasil e Motor1.com apurou que a picape está nesta lista. Algumas unidades, inclusive, já foram flagradas em testes no país na variante Lariat (ainda da geração anterior).

Fonte: motor1.uol.com.br