NOTÍCIA

Ecosport Titanium: equipamentos, motor e desempenho (+Pneus Run Flat)

 
No dia 31 de janeiro do ano passado, a Ford havia apresentado a linha 2020 do Ecosport Titanium Plus 1.5 AT. O modelo chegou às lojas como “nova” versão (Titanium) e uma tecnologia inédita para o utilitário esportivo: os pneus Run Flat, no qual falaremos a seguir.
 
Apresentado no último Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, o Ecosport Titanium ganhou novos elementos. Entre eles, a Ford destaca justamente os novos pneus que reforçam a segurança do veículo.
 
Com o lançamento do SUV com motor 1.5 AT, essa versão acabou perdendo o motor 2.0 de 176 cavalos, para a tristeza daqueles que gostam da família de SUV da Ford. Por outro lado, esse conjunto mecânico – mais potente – foi transferido para a versão topo de linha, o Ecosport Storm. O Storm também é o único a trazer tração nas quatro rodas (4WD).
 
Ford Ecosport Titanium – detalhes
 
 
Com o fim do Ecosport Titanium com motor 2.0, a Titanium Plus foi a versão que mais recebeu alterações, mais especificamente nas extremidades. Na frente, recebeu motorização 1.5, enquanto atrás, o SUV também perdeu o estepe, que antes ficava localizado na tampa do porta-malas.
 
Assim como em outras configurações, a tampa do porta-malas abre de lado, o que ajuda na hora colocar malas e as compras do supermercado, sem aquele problema de bater a cabeça sem querer.
 
Nesta versão também não há estepe para fora. Para ser mais exato, o Ford Ecosport Titanium não possui estepe graças ao pneu Run Flat. A Strom é a única configuração a trazer estepe na tampa do porta-malas.
 
Em comparação com o finado Titanium 2.0 AT, a Ford fez algumas modificações no Titanium 1.5: ele ficou 13 kg mais leve e 173 milímetros mais curto. Parece pouca coisa, no entanto, a montadora teve que mexer na direção, nos freios e suspensão.
 
O único e grande diferencial que o Ecosport Titanium entrega são os Pneus Run Flat. Eles rodam cem por cento sem nenhuma pressão.
 
Produzido pela Michelin, os Run Flats são mais reforçados e, consequentemente, mais duros. A principal vantagem desse pneu está na segurança. Por exemplo, caso ele fure na estrada durante a madrugada, o motorista não precisará parar o veículo para trocar o equipamento.
 
Vazio, eles podem rodar em velocidades de até 80 km/h em até 80 km. Ou seja, mesmo se o pneu estiver com rasgo, furo ou murchado, o motorista continua a rodar sem correr risco.
 
No caso do Ford Ecosport Titanium Plus 1.5 AT, o SUV vem com um kit reparo para os pneus. Nesse kit, há bomba com mangueira (compressor) e um selante líquido, capaz de criar uma “película” para “tapar” o furo. Os itens ficam localizados no porta-malas, no espaço que seria para o estepe.
 
Mas como nem tudo é perfeito, os Pneus Run Flat do Ecosport Titanium também trazem algumas desvantagens. Por ter mais borracha, eles são mais rígidos, e isso é muito perceptível ao cair em buracos, por exemplo. Em algumas situações, pode ocorrer dele rasgar, tendo em vista que eles não foram projetados para as precárias ruas brasileiras.
 
Os valores de um Run Flat também podem assustar. Um novo kit reparo na Ford sai em torno de R$ 400. O selante custa cerca de R$ 70. Os pneus Run Flat também são mais caros em comparação com os convencionais. Eles custam mais ou menos R$ 800, mas também é possível achar por quase R$ 1.500.
 
Para receber esse tipo de pneu, a Ford teve que mexer na estrutura do Ecosport Titanium, como no sistema de molas. Uma calibração diferente na direção elétrica precisou ser feita devido ao pneu ser mais pesado.
 
Com relação aos equipamentos, o Ecosport Titanium vem bem completo: teto-solar, sistema multimídia SYNC 3 com espelhamento de smartphones Apple Carplay e Android Auto, sistema de som assinado pela Sony, sete airbags (frontais, laterais, de cortina e de joelho para o motorista), painel de instrumentos com tela de 4,2 polegadas, ar-condicionado automático, bancos em couro claro, piloto automático, controles de tração e estabilidade com assistente de partida em rampas, pneus run flat, partida e abertura de portas com chave presencial, câmera de ré, controles de áudio no volante e retrovisores externos com ajuste elétrico e espelho de dupla curvatura.
 
A cabine dessa versão agrada bastante. Com acabamento de qualidade, o Ecosport Titanium traz interior forrado em couro bege, deixando o veículo mais bonito e com cara de premium.
 
Com o passar do tempo, a família Ecosport foi ficando mais moderna. Acompanhando a tendência norte-americana e europeia, o SUV possui ótimo visual tanto fora como dentro. Com o fim do estepe na tampa do porta-malas, o design ficou mais limpo; a placa do veículo está centralizada, não há dificuldade para estacionar e nem pneu para ser furtado.
 
Mesmo que a perda do motor 2.0 seja algo a se criticar, a transmissão automática de seis velocidades merece reconhecimento. Herdada do Fusion, o câmbio tem trocas suaves e paddle shift no volante para dar aquela sensação de esportividade.
 
O utilitário esportivo está disponível em seis cores diferentes: cinza moscou, azul belize, branco ártico, vermelho arpoador, prata dublin e preto ebony. Hyundai Creta, Honda HR-V e Jeep Renegade são alguns dos concorrentes da linha de SUV da Ford.

Fonte: noticiasautomotivas.com.br