NOTÍCIA

Problema em cinto de segurança não atinge Polo e Virtus brasileiros

 
Cerca de 400.000 unidades do VW Polo e suas derivações europeias (Seat Arona e Ibiza) devem ser chamadas para recall. Uma publicação finlandesa descobriu um defeito no projeto do cinto de segurança traseiro central, que pode se soltar em movimento. Quando o banco traseiro está totalmente ocupado, o gatilho do cinto esquerdo pode ser desatado pelo contato com o gatilho central em curvas bruscas para a esquerda. 
 
 
O defeito não é de produção, mas sim de projeto. A Volkswagen confirmou que, depois do teste da Tekniikan Maailma, o defeito foi identificado pela equipe de engenharia, que já achou solução para o problema, aguardando apenas a validação das autoridades locais para o inicio do recall. Enquanto isso, o uso do quinto lugar é desaconselhado, e proprietários receberão cartas com a recomendação e indicação do chamado. 
 
Consultada pela nossa reportagem, a Volkswagen do Brasil disse que tal recall não atingirá os Polo e Virtus brasileiros, que usam peça diferente e de outro fornecedor local. Produzida em São Bernardo do Campo (SP), a dupla tem 5 estrelas pelo teste de impacto do LatinNCAP, já dentro do parâmetro que inclui impacto lateral. 
 
 
 

Fonte: motor1.uol.com.br