NOTÍCIA

Mercedes-Benz faz dobradinha entre os sedãs premium

 
Mercedes absoluta nas duas categorias, crescimento excepcional de vendas na faixa superior e um Audi em queda livre entre os mais caros. Confira agora todos os destaques de janeiro entre os sedãs Premium.
 
Sedãs Médios
 
Após três meses seguidos longe da liderança, o Mercedes Classe C reagiu em janeiro. Com 267 emplacamentos, o modelo premium mais vendido no Brasil nos últimos três anos retomou a ponta graças a um crescimento de quase 15% sobre o início do ano passado.
 
 
Mas não foi fácil: preferido de outubro a dezembro, o BMW Série 3 (248) veio na cola, com o Audi A3 Sedan (235) também muito perto. A marca de Ingolstadt ainda emplacou o A4 (77) e o A5 (48) no top 5 – somando com os seus representantes da faixa superior (A6 e A7), a Audi atingiu 1/3 de tudo o que foi vendido no mês passado.
 
Agora com auxílio da versão 180, abaixo de R$ 140 mil, o Mercedes CLA (43) avançou quase 50%, mas se manteve em sexto lugar. Jaguar XE (33) e Volvo S60 (15) repetiram as posições de dezembro. Novamente lanterna, o BMW Série 4 (9) foi o único da lista a perder espaço no período (-47%).
 
 
Sedãs Grandes 
 
O Classe E fechou o mês de dezembro como líder e manteve a posição de honra no começo deste ano. E dessa vez, com sobras: foram 47 emplacamentos, o melhor resultado para o Mercedes desde agosto de 2014 (50), suficientes para assegurar mais de 40% de participação de mercado.
 
Nº 1 no ano passado, o BMW Série 5 (26) vendeu praticamente a metade do grande rival. Repetindo a posição de dezembro, o Porsche Panamera (17) completou o pódio com boa folga sobre o Lexus ES350 (10), único oriental da lista. Fechando o top 5, o Jaguar XF foi o preferido por 6 consumidores.
 
Empatados com duas unidades, Audi A7, BMW Série 7 e Mercedes CLS dividiram a sexta posição, com os dois primeiros em forte queda. Quarto colocado em dezembro, o Audi A6 foi o destaque negativo. Com apenas 1 emplacamento, dividiu a lanterna com o Maserati Ghibli.
 
 

Fonte: motor1.uol.com.br