NOTÍCIA

Mais vendidos na Argentina em novembro: Yaris já supera Argo e Hilux lidera

 
A crise econômica na Argentina continua afetando o mercado automobilístico dos nossos vizinhos. Com menos de 40 mil automóveis e comerciais leves registrados em novembro – 38.049 unidades, para ser exato –, a retração na comparação com o mesmo período de 2017 chegou a preocupantes 45,4%. Este foi o sexto mês seguido de baixas.
 
Entre as montadoras, nenhuma se salvou: todas as dez primeiras colocadas perderam pelo menos 20% de seus compradores nos últimos 12 meses. A situação mais crítica foi a da Peugeot (2.259), em baixa de quase 60%. A liderança geral ficou com a Renault (5.799), tendo a VW (5.522) e a Toyota (5.456) na cola.
 
 
Falando na marca japonesa, a picape Hilux (1.844) completou três meses consecutivos como o veículo preferido dos argentinos. O Etios (1.371), vice em setembro e outubro, foi superado pelo Chevrolet Onix (1.424) e pelo Ford Ka (1.374). Quinto, o Chevrolet Prisma (1.323) reassumiu a liderança entre os sedãs.
 
Separados por apenas uma unidade, Renault Kwid (1.271) e Fiat Cronos (1.270) vieram em sequência. O sedã da marca italiana, aliás, se manteve no top 10 pelo terceiro mês seguido. VW Gol (1.143) em oitavo e Renault Sandero (977) em décimo tiveram as maiores perdas na parte de cima da tabela, ambos com quase 70%.
 
 
Em 14ª na tabela de outubro, a Ford Ranger (1.075) assegurou a presença de duas picapes no top 10. Atrás do Fiat Argo (658) no ranking anterior, o Toyota Yaris (734) registrou sua segunda aparição entre os 20 primeiros pelo segundo mês seguido. Destaque para o Toyota SW4 (449) fechando o top 30 com avanço de mais de 70% sobre 2017.
 
 
Marcas
 

Fonte: motor1.uol.com.br