NOTÍCIA

Hatches médios em setembro: Volkswagen Golf é único a crescer

 
O recente anúncio feito pela Ford de que o Focus será descontinuado pela planta fabril da marca na Argentina, a partir de maio do ano que vem, parece ter sido um tiro de misericórdia em um segmento que continua agonizando. Em setembro, foram comercializados apenas 844 modelos do segmento, uma queda de 33% em comparação com 2017.
 
Falando no Focus, as 245 unidades emplacadas no mês passado foram um dos piores desempenhos do modelo em 2018, com retração de quase 40% sobre o ano passado, mas suficientes para mantê-lo na segunda posição do ranking pelo terceiro mês seguido.
 
 
Na ponta, o Chevrolet Cruze Sport6 perdeu 41% de seus compradores e só não vendeu menos do que em junho (343) neste ano. O VW Golf (203), que vinha sendo o destaque negativo nos últimos rankings, foi o único a crescer sobre o ano passado (+5,7%) - nada muito animador na verdade, já que essa diferença é de somente 11 unidades.
 
Quarto colocado, o Peugeot 308 chegou ao fundo do poço. Com apenas 21 emplacamentos, o representante da marca do leão atingiu seu recorde negativo desde a chegada ao país, em 2012. Já o Hyundai i30 manteve a última posição, com um único emplacamento. O hatch médio coreano deixou de ser importado pela CAOA em maio de 2017 e este resultado costuma ser pela troca de dono, que reemplaca o veículo.
 
Com o resultado de setembro, o segmento dos hatches médios cai novamente em participação, representando somente 0,67% de todos os emplacamentos de carros feitos desde janeiro deste ano. Em 2017, este valor era de 1,17%. Assim, os hatches médios tem resultado pior do que segmentos como minivans. Só ganha das peruas, que no tamanho médio representam 0,44% e 0,04% no tamanho grande; dos sedãs grandes, 0,52% dos emplacamentos; e dos esportivos, com 0,12% das vendas.
 

Fonte: motor1.uol.com.br