NOTÍCIA

Financiamentos avançam 5,2% em junho no comparativo anual

 
O total de veículos novos financiados avançou 5,2% em junho na comparação com mesmo mês do ano passado. Dados da B3, antiga Cetip, divulgados na quarta-feira, 11, mostram que o volume atingiu as 157,8 mil unidades, considerando a soma de veículos leves, pesados e motocicletas. Já na comparação com maio, quando os financiamentos foram de 167,6 mil unidades, houve queda de 5,9%.
 
Na análise dos usados, houve queda nos dois comparativos: ao somar 254,9 mil unidades em junho, a comparação com maio o volume é 9,8% menor e a queda sobre junho de 2017 é de 4,5%.
 
Entre os segmentos, o de automóveis e comerciais leves teve o menor índice de crescimento no comparativo anual. Em junho, o total de financiados chegou a 96,5 mil, aumento de 2,4% sobre mesmo mês do ano passado. No entanto, na comparação com maio, quando o volume de financiados ficou em 104,8 mil, houve queda de quase 8%. Nos usados, os veículos leves encerraram junho com pouco mais de 233 mil unidades financiadas, recuo de 10,3% sobre maio e queda de 4,7% sobre junho de 2017.
 
O recuo na comparação com maio foi bem menor nos resultados isolados do segmento pesado. Com pouco mais de 7,5 mil caminhões e ônibus novos financiados no mês, o volume foi apenas 0,9% menor que o de maio, enquanto representou aumento de 35,1% sobre o resultado de junho do ano passado. Já os pesados usados somaram 10,4 mil unidades, alta de 1,2% sobre junho do ano passado, mas retração de 1,6% sobre maio.
 
No setor de duas rodas, os financiamentos somaram 52,8 mil no caso de motocicletas novas, recuo de 2,9% na comparação com maio, mas aumento de 6,4% sobre junho do ano passado. Para as usadas, cujas vendas atingiram as 10,8 mil motos em junho, há queda de 2,6% sobre junho de 2017 e de 6,5% sobre maio deste ano.
 
Entre as modalidades, o CDC – crédito direto ao consumidor – encerrou o sexto mês do ano com participação de 83,7% dos financiamentos de veículos realizados no período. Consórcios representaram 14,7%, enquanto leasing ficou com apenas 0,5% das operações de crédito no mês. Os dados contabilizam a soma dos segmentos leves, pesados e duas rodas.
 

Fonte: automotivebusiness.com.br