NOTÍCIA

Balança de autopeças anota US$ 5,3 bi de déficit em 2017

 
A balança comercial de autopeças terminou 2017 com déficit de US$ 5,3 bilhões, superando em 26,2% o número projetado pelo Sindipeças, entidade que reúne os fabricantes do setor. No entanto, o déficit foi apenas 1,5% maior que o registrado em todo o ano de 2016.
 
As exportações somaram US$ 7,4 bilhões e cresceram 12,9% sobre 2016. Os 20 principais mercados compradores adquiriram US$ 6,8 bilhões em autopeças, mais de 90% do total embarcado. Somente a Argentina assimilou R$ 2,2 bilhões, 30,3% do total. A seguir vieram os Estados Unidos, com US$ 1,2 bilhão, 16,4% de participação nos embarques. 
 
As importações totalizaram US$ 12,7 bilhões em 2017, anotando acréscimo de 7,8% sobre o ano anterior. A China terminou o ano como principal fornecedor, seguida de Estados Unidos e Alemanha. O país asiático passou do terceiro para o primeiro lugar e superou esses dois concorrentes em menos de 12 meses. 
 
Também chama a atenção o crescimento do México e da Coreia do Sul como fornecedores de autopeças ao Brasil. Terminaram 2017 como quarto e quinto maiores provedores, respectivamente.
 

Fonte: automotivebusiness.com.br